USANDO ALIMENTOS INTEGRALMENTE

O aproveitamento integral dos alimentos além de reduzir o desperdício e trazer economia para o bolso,  contribui para o bom funcionamento do organismo como um todo.

Partes do alimento que iriam para o lixo podem servir ao nosso cardápio e trazer criatividade as nossas receitas. 

Talos de couve, agrião, beterraba e outros são ricos em fibras e podem ser utilizados em quaisquer refogados, aumentando o seu valor nutricional e contribuindo para o bom funcionamento do intestino. 

As folhas da beterraba são ricas em cobre, ferro, zinco, manganês, vitaminas A, C e do complexo B e devem ser consumidas por exemplo em refogados, saladas e sopas. 

As folhas da cenoura são ricas em vitamina A e podem ser consumidas tanto em saladas quanto como tempero para outros pratos, dando aos alimentos um sabor peculiar. 

A casca do abacaxi é rica em vitamina C, mais até do que a própria fruta, e pode ser aproveitada tanto para a elaboração de chás quanto de sucos, os quais tem propriedades diuréticas e antioxidantes, contribuindo para o retardo ao envelhecimento e auxiliando dietas de emagrecimento. 

Portanto, vamos acabar com esse preconceito alimentar de que o aproveitamento integral dos alimentos deve ser feito apenas por aqueles com baixa renda e por populações menos favorecidas. Todos podem e devem colocar em prática esses recursos de forma a melhorar a qualidade de vida como um todo.E lembre-se de lavar muito bem todos os alimentos antes de consumí-los!!!