OS 11 REMÉDIOS NATURAIS PARA EMAGRECER

Muitas pessoas ainda tem um certo medo de fazerem uso de medicamentos sintéticos para emagrecer. Essas mesmas pessoas costumam ser as que buscam opções naturais, como os fitoterápicos.

Existem muitas opções por aí e vou listar algumas:

1. Camelia Sinensis: é a planta dos chás verde, branco, preto, banchá (dentre outros). É rica em cafeína e em diversos antioxidantes. Tem propriedades termogênicas e diuréticas. Na forma de chá, deve ser consumido preferencialmente nos períodos da manhã e tarde.

2. Psyllium: super em alta nos últimos meses, o psyllium é uma fibra que retarda e dificulta a absorção de gorduras e do colesterol, além de aumentar a sensação de saciedade e ajudar a melhorar o trânsito intestinal. Deve ser usada em qunatidades moderadas, sempre associada ao aumento do consumo de água. Pessoas com tendência a diarréia devem utilizá-la com moderação.

3. Spirulina: também em alta, é uma alga rica em minerais, aminoácidos e antioxidantes que auxilia a melhorar a inflamação no organismo. Dizem que ajuda a emagrecer pois aumenta a disponibilidade de alguns micronutrientes no sangue, contribuindo aumento da saciedade.

4. Chlorella Vulgaris: microalga de água doce com fortes propriedades antioxidantes. Contém BCAAs, ômegas, vitaminas do complexo B e minerais.

5. Griffonia Simplicifolia: rica em 5 hidroxi triptofano, precursor de serotonina, esse fitoterápico aumenta os níveis desse neurotransmissor ligado ao prazer e a satisfação. Reduz a ansiedade e pode ser usado em TPM, menopausa, dentre outros.

6. Morosil: extrato seco de laranjas vermelhas. Essa combinação é riquíssima em antocianinas, vitamina C, flavonóides e outros antioxidantes. Auxilia no aumento do metabolismo e na diminuição do tamanho dos adipócitos.

7. Citrus aurantium: é um extrato obtido dos frutos, das cascas e das árvores da laranjeira amarga, há muito tempo utilizada na medicina chinesa. Ele atua em receptores adrenérgicos, acelera o metabolismo e estimula a lipólise. Além disso, é uma planta que apresenta derivados de sinefrina, podendo agir como estimulante do SNC, devendo ser utilizada com muita cautela.

8. Zingiber Officinale: nada mais é do que o gengibre, que além de propriedades imunoestimulantes, digestivas e antiinflamatórias, tem ainda características termogênicas.

9. Insea: redutor da absorção de carboidratos, reduzindo a secreção de insulina. Auxilia tanto no controle da glicemia, quanto na redução do peso, especialmente em pacientes com hiperinsulinemia.

10. Lowat: é um combinado de folhas e sementes de plantas de origem indiana. Atua diretamente no tecido adiposo reduzindo a adipogênese e estimulando a lipólise. Além disso, diminui a concentração do hormônio grelina, relacionado a fome, o que contribui para aumento da saciedade.

11. Meratrin: extrato padronizado de alguns vegetais que age principalmente inibindo a expressão do PPAR gama, receptor envolvido no desenvolvimento e crescimento das células de gordura. Além disso, reduz a expressão de alguns recetores envolvidos na absorção de ácidos graxos. Atualmente muito usado como redutor de medidas.

Enfim, existe uma infinidade de medicamentos ditos naturais para emagrecer. Além disso, existe ainda uma série de combinações que podem ser feitas de acordo com o perfil de cada paciente. Lembrando o seguinte: o fato de ser natural, não significa que seja isento de efeitos colaterais. Lembre-se de que o chá de trombeta também é natural, ok (rsrsrs)?

SEMPRE procure um médico que conheça bem sobre fitoterapia para indicar o melhor e mais adequado tratamento para você.​​​​

mais sobre Obesidade e Emagrecimento: